Mostrando todas as notícias do Distrito

NIGÉRIA: UM ANO SEM NENHUM NOVO CASO DE PÓLIO CAUSADO POR VÍRUS SELVAGEM

Dia 24 de julho fez um ano desde que o último caso de pólio causado por vírus selvagem foi registrado na Nigéria. Isso significa que o país está prestes a erradicar esta terrível doença. O último caso foi reportado em 24 de julho de 2014 no estado de Kano, que fica no norte do país. Se nenhum caso for registrado nas próximas semanas, a Organização Mundial da Saúde poderá retirar a Nigéria da lista de países endêmicos, da qual apenas Afeganistão e Paquistão passarão a fazer parte. A Nigéria é o último país da África onde a pólio ainda é endêmica. O continente também está a caminho de completar seu primeiro ano sem nenhum caso do vírus selvagem em 11 de agosto. “Cada rotariano deve se orgulhar desta conquista”, diz o presidente do Rotary International, K.R. Ravindran. “Nós entramos para a história e ajudamos a colocar a África no rumo certo para um futuro livre da pólio. Mas ainda não alcançamos a nossa meta de erradicar a doença globalmente. Os nossos esforços para arrecadar fundos, aumentar a conscientização pública e defender a causa junto aos governos são mais cruciais do que nunca.” Vários fatores colaboraram para o alcance deste progresso na Nigéria, incluindo forte apoio financeiro nacional e internacional, a dedicação de milhares de agentes da saúde e novas estratégias para chegar a crianças que não haviam sido vacinadas devido à falta de segurança nos estados do norte do país. “O comprometimento do Rotary é o principal motivo do sucesso na Nigéria”, diz o Dr. Tunji Funsho, presidente da Comissão Pólio Plus no país. “Este compromisso contagiou líderes políticos, resultando em apoio governamental por meio de recursos financeiros e humanos. Este apoio se alastrou por todos os níveis governamentais: federal, estadual e local.” Desde 2012, a Nigéria vem aumentando seu apoio financeiro para a erradicação da pólio quase todos os anos, alocando US$80 milhões para a iniciativa este ano. Funsho também reconhece os líderes religiosos que defenderam a importância da vacinação junto às famílias de suas comunidades. Apesar do marco histórico na Nigéria, os especialistas em saúde usam de cautela para declarar a vitória. Funsho diz que os parceiros da Iniciativa Global para a Erradicação da Pólio precisam fortalecer a imunização de rotina, especialmente em áreas de difícil acesso, e aumentar a vigilância para evitar o ressurgimento da doença. Se nenhum novo caso for reportado nos próximos dois anos, a Nigéria, juntamente com toda a região africana, será certificada como livre da pólio. “O vírus pode ser importado de qualquer lugar onde a doença ainda continua endêmica, particularmente do Afeganistão e do Paquistão, e infectar áreas onde há anos não se registra um caso de pólio”, explica Funsho. “É importante manter o nível de imunidade em pelo menos 90% na Nigéria.” Na Síria, onde nenhum caso de pólio havia sido registrado desde 1999, houve um surto repentino com 35 casos reportados em dezembro de 2013. “As imunizações são imprescindíveis para evitar que a história se repita na Nigéria”, diz Funsho. Em junho, o Rotary anunciou a alocação de US$19 milhões em subsídios para atividades de combate à pólio na África, incluindo quase US$ 10 milhões para a Nigéria. Desde 1985, quando lançou o programa Pólio Plus em apoio aos esforços de erradicação da poliomielite, a organização já contribuiu mundialmente mais de US$1,4 bilhão para a causa. “Nós alcançamos grande progresso e jamais estivemos tão próximos de erradicar a pólio na Nigéria e em todo o mundo, mas ainda não podemos comemorar plenamente”, diz Funsho. “Temos alguns anos de grandes desafios antes que a OMS certifique a Nigéria e toda a África como livres da pólio.” Contribua para Eliminar a Pólio AgoraAjude o Rotary a defender a causaConfira uma mensagem do presidente do RI,  K.R. Ravindran Por Ryan Hyland Rotary News 24-Jul-2015

Postado em 26 de Julho de 2015

Instituto Rotary, no Rio, com muita instrução rotária

O 38º Instituto Rotary do Brasil, que acontecerá no Rio de Janeiro de 27 a 29 de agosto, nas dependências do Windsor Hotel, na Barra da Tijuca, terá como pauta básica a instrução rotária, segundo o coordenador do evento, Themístocles Américo Caldas Pinho, Diretor do Rotary International, na Gestão 2007-09. “Depois de 23 anos, a cidade maravilhosa volta a sediar o maior encontro anual do rotarismo nacional”, disse o dirigente ao antecipar o foco dos trabalhos a serem realizados, após reunir-se com o futuro Diretor do Rotary International, e convocador, José Ubiracy Silva, para a Gestão 2015-17. “Vamos realizar um instituto com novidades, objetividade e atratividade”, promete o dirigente brasileiro. As sessões plenárias seguirão os princípios do Rotary International, porém, os grupos de trabalho serão com grande intensidade de instrução rotária. “Serão temas específicos, porém, com as informações mais atuais para os debates e trocas de ideias”, disse Themístocles Américo Caldas Pinho ao alinhavar com o futuro diretor do Rotary International a programação do encontro brasileiro. “Será um evento de atualização rotária, afinal, nossa organização passa por amplas reformulações”, acrescentou José Ubiracy Silva que assume o cargo de Diretor do Rotary International no dia primeiro de julho. “A preparação dos delegados titulares e suplentes ao Conselho de Legislação de 2016 e o outro destinado aos instrutores distritais, serão diferenciais do evento”, promete. Com a presença do Presidente do Rotary International, Gestão 2015-16, K.R. “Ravi” Ravindran, todos os grupos de trabalho seguirão as ênfases atuais do Rotary para os programas humanitários, bem como o planejamento e as metas do Rotary para os próximos anos. “Teremos apresentações de exemplos de atividades bem sucedidas realizadas no Brasil e como foram aplicados”, enfatizou Themístocles Américo Caldas Pinho. “Sem dúvida as metas e ênfases do presidente Ravi serão os destaques”, acrescentou José Ubiracy Silva. “Haverá um momento especial pelos 110 anos do Rotary num espetáculo de âmbito internacional, nunca visto em nossos encontros do Brasil”, frisou o futuro Diretor do Rotary International ao promover o mistério. “Será uma das novidades”, disse. REDISTRITAMENTO – Um dos focos principais do encontro será a questão do crescimento do Rotary International nos 38 distritos rotários brasileiros. “O plano trienal de desenvolvimento do quadro associativo do Rotary ajuda a identificar e superar problemas para o crescimento de nossa organização”, enfatizou José Ubiracy Silva, preocupado com o assunto. “Vamos apresentar e colocar em discussão as estratégias para a retenção e formas de atrair associados”, explicou ao considerar o encontro válido neste sentido. “Foi apresentada uma proposta e aprovada em que os governadores se comprometeram em cada distrito rotário aumentar os respectivos quadros associativos em pelo menos dez companheiros até o próximo dia 30 de junho de 2015”, lembrou o dirigente que promete retomar a questão no encontro anual no Rio de Janeiro. Legenda foto - José Ubiracy Silva, futuro Diretor do Rotary International, prepara o Instituto Rotary no Rio de Janeiro.

Postado em 02 de Julho de 2015

Convenção Internacional do Rotary 6-9 de Junho de 2015, São Paulo, Brasil

São Paulo espera você! Convenção Internacional do Rotary 6-9 de Junho de 2015 São Paulo, BrasilEstamos muito orgulhosos em sediar a Convenção do RI pela terceira vez no Brasil. O Comitê Organizador Local está trabalhando com muito carinho para preparar uma Convenção inovadora, que irá reunir especialistas de todo o mundo, oferecendo uma programação social que irá lhe fazer sentir como é ser Brasileiro.Iremos apresentar toda a cultura brasileira, com shows artísticos que irão do clássico ao popular, com o famoso carnaval. Os rotarianos terão a chance de provar a culinária típica que tem em suas origens misturas com a culinária africana, indígena e europeia. Chegando em São Paulo, vocês irão sentir a calorosa receptividade brasileira, de um povo multicultural, que é famoso por sua alegria de viver.O Brasil é um país com dimensões continentais, com uma diversidade cultural única e a maior biodiversidade do planeta, que coexistem com uma forte e competitiva indústria. O país oferece inúmeras opções de turismo para todos os gostos, praias exuberantes, esporte, cultura e muito mais.O Brasil é o quinto país em termos de membros do Rotary, com 56.068 rotarianos de 2.381 clubes e 38 distritos. No ano de 2012-2013 o país foi o novo maior contribuidor da Fundação Rotary, doando US$ 5.109.889,00.Os Rotary clubes e distritos no Brasil são envolvidos com muitos projetos e atividades, especialmente relacionados com cuidado em saúde, incluindo clinicas de olhos, saúde bucal, prevenção de doenças e campanhas antifumo e antidrogas. Aproveite a Convenção do RI e traga sua família, você certamente vai amar!José A. PretoniRotary International Convention 2015Convention ChairCarlos J.S.GueirosHOC Co-ChairMario C. CamargoHOC Co-ChairJosé L. Toro SilvaHOC Co-Chair

Postado em 31 de Março de 2015

Dia Mundial de Combate à Pólio #WorldPolioDay

No Dia Mundial de Combate à Pólio, use a sua voz e divulgue o fato de que falta muito pouco para acabarmos com a paralisia infantil. Clique aqui  e veja o que as pessoas estão falando sobre o assunto e use a hashtag #WorldPolioDay para divulgar a causa nas suas redes sociais. O mapa ficará mais escuro à medida que mais pessoas fizerem isso, ilustrando o movimento global em prol da erradicação da poliomielite.  Foto: © Rotary International/Alyce Henson 

Postado em 23 de Outubro de 2014

ESCOLHIDO O PRESIDENTE INDICADO DO RI PARA 2016-2017

John Germ, associado do Rotary Club de Chattanooga (EUA) e presidente da Comissão Internacional Pólio Plus, foi escolhido pela Comissão de Indicação para a presidência do Rotary no ano de 2016-17. Ele se tornará oficialmente o nosso presidente indicado em 1º de outubro se não houver candidatos opositores. Segundo John, para a nossa organização prosperar, precisamos enxergar as oportunidades e os desafios atuais e futuros com paixão, perseverança e, acima de tudo, integridade. "Vejo um Rotary arrojado, capaz de vencer desafios e agarrar oportunidades. Esta minha visão vem do sucesso que estamos tendo com a erradicação da pólio e da conscientização de que precisamos trazer mais associados, fortalecer nossos clubes, engajar os jovens e formar parcerias estratégicas", explica. Ele acredita que poderemos aumentar a projeção da imagem pública do Rotary ao divulgarmos, com entusiasmo, quem somos, o que fazemos e tudo o que já alcançamos local e globalmente.Em 1965, depois de quatro anos na Força Aérea dos Estados Unidos, John foi contratado pela Campbell and Associates Inc., uma firma de consultoria na área de engenharia. Ele é o atual presidente do conselho diretor e CEO da empresa. Além disso, atua nos conselhos de diversas organizações, fundou a Fundação da Faculdade Comunitária Técnica de Chattanooga, da qual é o tesoureiro, e serve como presidente da Fundação Jaycee do Tennessee.Rotariano desde 1976, já foi vice-presidente da nossa organização, diretor, chair e membro do Conselho de Curadores, presidente da Comissão do Desafio 200 Milhões de Dólares do Rotary e assessor do presidente. Já ganhou o prêmio Dar de Si Antes de Pensar em Si, a Menção da Fundação Rotária por Serviços Meritórios e o Prêmio da Fundação Rotária por Serviços Eminentes. Ele e sua esposa, Judy, são membros da Sociedade Arch Klumph. Os membros da Comissão de Indicação foram: T.D. Griley, EUA (presidente); José Antonio Antiório, Brasil; Keith Barnard-Jones, Inglaterra; Kenneth Boyd, EUA; Michael Colasurdo Sr., EUA; Yash Pal Das, Índia; John Eberhard, Canadá; Barry Matheson, Noruega; Shekhar Mehta, Índia; Carlo Monticelli, Itália; Samuel Owori, Uganda; Kazuhiko Ozawa, Japão; Ekkehart Pandel, Alemanha; Juin Park, Coreia; John Smarge, EUA; Barry Thompson, Austrália; e Thomas Thorfinnson, EUA.Por Ryan Hyland

Postado em 11 de Agosto de 2014

QUEBRA DE RECORDES NA NOSSA CONVENÇÃO E NOCAUTE NA PÓLIO

A poliomielite sofreu sérios ataques na nossa Convenção em Sidney, na Austrália.O primeiro foi a quebra do recorde com a escalada na Ponte da Baía de Sidney, que levantou dinheiro suficiente para vacinar 240.000 crianças. Em 30 de maio, dois dias antes da abertura oficial da Convenção, 340 participantes subiram a ponte e quebraram o recorde existente. Com 278 bandeiras, nós também conseguimos mais um recorde: o de maior número de bandeiras numa ponte.Nossas conquistas não pararam aí. O Maior Comercial do Mundo, a campanha de imagem pública do Rotary para a erradicação da pólio, também entrou no Guinness como a maior campanha de conscientização pública feita com fotos. Mais de 100.000 pessoas de 170 países fizeram upload de suas fotos, incluindo Isabelli Fontana, Michel Teló, Desmond Tutu, Bill Gates, Archie Panjabi, Jackie Chan e muitos outros.Mas o melhor ainda estava por vir. O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, abriu a Convenção em 1° de junho anunciando que o governo encaminhará $100 milhões ao programa Pólio Plus. Dois dias depois foi a vez de Sir Emeka Offor, vice-presidente-executivo do Chrome Group, anunciar que doará $1 milhão à Fundação Rotária para ajudar nas atividades de erradicação da pólio."Muitos dos meus amigos foram vítimas da pólio", disse Sir Emeka, que é embaixador do Pólio Plus na Nigéria. "Quando ainda jovem, eu prometi que um dia faria algo para livrar a Nigéria desta doença tão cruel."A paralisia infantil não foi o único assunto na Convenção. Veja outros destaques que aconteceram entre 1 e 4 de junho: Água limpa. Colaborações e parcerias foram enfatizadas em 30 de maio no Encontro Mundial da Água. Especialistas em água e saneamento falaram que os rotarianos precisam se juntar ao setor privado, ONGs e governos, visando trabalho e resultados eficazes. Capacitação de jovens. Brett Lee, craque australiano de críquete que fundou a Mewsic; e Maya Ajmera, ex-bolsista da Fundação Rotária que fundou o Global Fund for Children, inspiraram a plateia com sua dedicação a atividades que visam melhorar a qualidade de vida das crianças. Promoção da paz. Mwila Chigaga, ex-bolsista Rotary pela paz e especialista em assuntos de gênero sexual nas regiões africanas para a Organização Internacional do Trabalho, falou sobre o fornecimento de trabalho decente e oportunidades iguais para homens e mulheres. Combate a doenças. Renee Saunders, consultora para o Centro Norte-americano para Controle e Prevenção de Doenças, ressaltou a importância de parcerias entre os setores público e privado para que tenhamos uma geração livre da aids. O professor Martin Silink falou sobre os desafios que superou com a ajuda do Rotary, e como ganhou o reconhecimento das Nações Unidas ao combate da diabetes. Foto: Rotary International/Alyce HensonPor Maureen VaughtRotary News4-JUN-2014

Postado em 04 de Junho de 2014

Localizar site dos clubes