Mostrando todas as notícias do Distrito

Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil

O Ministério da Saúde acionou o sinal de alerta no início de julho, quando emitiu alerta informando que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% contra a poliomielite. A mobilização  Algumas atividades já estão sendo registradas como campanhas. O Distrito 4650 do Rotary International (parte de Santa Catarina), por exemplo, está se mobilizando para veicular mídias em redes sociais, sites, blogs, portais de notícia, enviando e-mail marketing, veiculando outdoor e busdoor, além de releases para imprensa (mídia espontânea), entre outras estratégias de comunicação e conscientização. Os materiais mostram a importância da vacinação e do Programa “End Polio Now”, desenvolvido pelo Rotary International, responsável pela imunização de mais de 2,5 bilhões de crianças contra a doença, em 122 países, representando uma redução de 99,9% no número de casos mundiais. O programa Pólio Plus O Rotary já contribuiu mais de US$ 1,8 bilhão para a luta contra a pólio. Em 1985 lançou o programa de imunização Pólio Plus. Em 1988, a organização se tornou líder na Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, junto com a Organização Mundial da Saúde e o Centro Norte-Americano de Controle e Prevenção de Doenças. Mais tarde, a Fundação Bill e Melinda Gates também passou a integrar o grupo. Desde que a iniciativa começou, a incidência da paralisia infantil no mundo caiu em mais de 99,9%, indo de 350.000 casos em 1988 para apenas 22 em 2017. O papel do Rotary na luta pela erradicação da pólio  O trabalho do Rotary com a pólio se concentra na defesa da causa, na arrecadação de fundos, no recrutamento de voluntários e no aumento da conscientização de toda sociedade.  A arquiteta Fabiane Kanzler Maiochi, presidente da Comissão da Pólio Plus do Distrito 4650, aponta quais os maiores desafios atualmente. O principal é eliminar focos em países onde ainda temos a incidência da doença. São três países apenas: Afeganistão, Paquistão e Nigéria, representando 0,1%. Mas os mais difíceis de prevenir devido a fatores que incluem isolamento geográfico, precariedade da infraestrutura pública, conflitos armados e barreiras culturais e religiosas. Sem a erradicação total dos focos, todos os países permanecem em risco de terem surtos da doença.  No Brasil, de acordo com relatório de vacinação para Pólio em 2016, percebemos uma redução significativa na cobertura em todo país. Redução causada por vários fatores sociais, econômicos, políticos e principalmente culturais.  Mesmo nos países onde a doença é considerada erradicada é fundamental que manter a cobertura vacinal, segundo Fabiane: “Num mundo globalizado e sem fronteiras, o risco é eminente até que possamos garantir o fim da doença mundialmente”, resumiu a associada do RC de Jaraguá do Sul - Vale do Itapocu do Distrito 4650.  Confira algumas metas distritais para o Programa Pólio Plus sugeridas pelos distritos: Apoiar o lançamento da Campanha de Vacinação Nacional, com foco na mobilização da sociedade.  Visitar Prefeituras e Secretarias de Saúde Estaduais e Municipais para reforçar a importância da Campanha de Vacinação da Pólio como um compromisso político.  Desenvolver parcerias com entidades que possam facilitar o alcance às comunidades.  Participar de eventos culturais e desenvolver iniciativas para conscientização e mobilização da comunidade. Envolvimento da secretaria da educação, palestras em escolas, igrejas, associações de moradores, uso de rádios e jornais e emissoras comunitários.  Adotar um Posto de Saúde e fazer uma ação forte na comunidade que ele atende. Para mais informações sobre o Programa End Polio Now, acesse o site: https://www.endpolio.org/pt.   Texto: Giovani Vitória | Jornalista/Rotariano | Rotary Club Hermann Blumenau | Presidente da Comissão de Imagem Pública do Distrito 4650 | Gestão 2018/2019.

Postado em 19 de Julho de 2018

Mensagem do presidente Barry Rassin - Julho 2018

Há um ano, o Conselho Diretor do Rotary International adotou uma nova declaração de visão, refletindo nossas aspirações para a organização e seu futuro. A declaração é a seguinte: "Juntos, vemos um mundo onde as pessoas se unem e entram em ação para causar mudanças duradouras em si mesmas, nas suas comunidades e no mundo todo." Essa frase simples mostra muito do que é essencial no Rotary. Nós nos unimos porque sabemos que somos muito mais fortes juntos do que sozinhos. Entramos em ação porque não somos sonhadores, mas sim agentes de transformação. Trabalhamos para criar mudanças sustentáveis que perdurarão por muito tempo, em todo o mundo e em nossas comunidades, mesmo quando não estivermos mais envolvidos. E talvez o mais importante, trabalhamos para criar mudanças em nós mesmos – construindo um mundo melhor à nossa volta e nos tornando pessoas melhores. Uma frase atribuída ao escritor francês Antoine de Saint-Exupéry diz: "Se você quiser construir um navio, não chame as pessoas para juntar madeira ou atribua-lhes tarefas e trabalho, mas, simm ensine-os a desejar a infinita imensidão do oceano." Cada um de nós veio ao Rotary porque tinha um desejo – causar um impacto, fazer a diferença, ser parte de algo maior que nós mesmos. Esse desejo, essa visão de um mundo melhor e nosso papel em criá-lo é o que nos impulsiona no Rotary. Foi por isso que nos associamos; é isso que nos motiva a servir; e é o que me levou a escolher nosso lema para este ano do Rotary: Seja a Inspiração. Quero que o Rotary Seja a Inspiração para nossas comunidades realizando um trabalho com impacto transformador. Está na hora de avançarmos, de eliminarmos as barreiras que nos atrapalham. Vamos facilitar os ajustes em nossos clubes ou abrir novos clubes que atendam às necessidades atuais e reais. Vamos trabalhar para fortalecer o Rotaract e a transição tranquila de rotaractianos para o Rotary. Vamos dar a todos os rotarianos a flexibilidade para servir da maneira que lhes seja melhor, para que todo rotariano encontre valores duradouros na sua associação com o Rotary. O serviço verdadeiramente sustentável, o tipo de serviço pelo qual nos esforçamos no Rotary, significa enxergar tudo que fazemos como parte de uma escala global. Este ano, peço que cada um de vocês Seja a Inspiração para o serviço sustentável, analisando o impacto das questões ambientais em nosso trabalho. O meio ambiente tem um papel fundamental em todas as nossas seis áreas de enfoque e esse papel está se tornando cada vez maior conforme o impacto das mudanças climáticas se faz sentir. Está na hora de deixar de ver o meio ambiente como algo separado das seis áreas. Ar, água e solo são essenciais para comunidades sadias – e essenciais para o futuro melhor e mais saudável pelo qual nos empenhamos em conquistar. Seja a Inspiração – e juntos, poderemos inspirar o mundo.

Postado em 13 de Julho de 2018

Seu clube já inseriu as metas deste ano no RCC?

 Rotary Club Central (RCC) Veja como esta excelente ferramenta on-line funciona e como pode ajudá-los. Se tiver dúvida peça orientação ao Governador Assistente da sua área. O RCC traduz dados em resultados tangíveis. Ensine os líderes de clube a criar gráficos que mostrem tendências históricas relacionadas aos objetivos do clube. A representação visual torna mais fácil para os líderes explicar aos associados como a participação e as contribuições dos rotarianos são essenciais para alcançar as metas do clube. O RCC ajuda os clubes a agregar valor ao impacto que causam. Explique como o Rotary Club Central possibilita que os clubes registrem seus projetos e horas de trabalho, e atribuam um valor monetário a isso. Esta tática fornece aos clubes informações tangíveis que podem maximizar seu impacto ao buscar parcerias para projetos futuros. O RCC facilita na avaliação de resultados. Use o Rotary Club Central para preparar o relatório anual do clube, resumindo as conquistas e explicando como o clube está usando subsídios do Rotary. No Distrito 6.710, a governadora Missy Eckenberg conseguiu uma proeza: todos os seus 55 clubes inseriram metas no Rotary Club Central. Sua estratégia incluiu treinamento antes e durante o PETS sobre inserção de metas. Seus governadores assistentes também realizaram treinamento individual com os líderes dos clubes para ajudá-los no processo. Como resultado, muitos presidentes reportaram melhor desempenho dos seus clubes em várias áreas.

Postado em 09 de Julho de 2018

Por que o ano rotário começa em 1° de julho

  Já parou para pensar porque o ano rotário começa no dia 1º de julho? Isso se deve, em grande parte, à Convenção do Rotary. O primeiro ano fiscal do Rotary começou no dia seguinte ao encerramento de sua primeira Convenção, em 18 de agosto de 1910. O ano fiscal 1911-12 seguiu a lógica, com a diferença que começou no primeiro dia da Convenção de 1911, em 21 de agosto. Em sua reunião de agosto de 1912, o Conselho Diretor do RI encomendou uma auditoria na Associação Internacional de Rotary Clubs. Os auditores recomendaram que a organização finalizasse seu ano fiscal em 30 de junho, para dar ao secretário e tesoureiro tempo suficiente de preparar os detalhes financeiros para apresentação na Convenção e ao Conselho Diretor, e determinar o número de delegados de clube presentes no evento. A Comissão Executiva concordou e, na reunião de abril de 1913 designou 30 de junho como o último dia do ano fiscal. A medida permitiu mudanças no período de entrega de relatórios de quadro associativo e pagamentos dos clubes. Até mesmo a revista The Rotarian , a partir da edição de julho de 1914, mudou seu sistema de numeração para refletir o ano fiscal em vigor até hoje. As Convenções do RI continuaram acontecendo em julho ou agosto até 1917. Na Convenção de 1916 em Cincinnati, EUA, foi aprovada uma resolução mudando o evento para junho, principalmente por causa do calor em julho e agosto nas cidades que poderiam sediar a Convenção. Assim, a próximo evento aconteceu de 17 a 21 de junho em Atlanta, também nos EUA. Desde 1913, o termo "ano rotário" tem sido usado para marcar o período administrativo anual da organização. Um artigo da The Rotarian de julho do mesmo ano informava: "O ano rotário que está para se encerrar foi pontuado por excelentes reuniões conjuntas de clubes". Desde 1913 o ano rotário sempre termina em 30 de junho.

Postado em 07 de Julho de 2018

Como Organizar um Rotaract Club na Comunidade

Seg, 30 Jul 2018 às 15:00 - 16:00 Barry Rassin - Presidente 2018-19 do Rotary International colocou como meta dobrar o número de Rotaract clubes no mundo. Vamos começar! Junte-se a nós nesta apresentação ao vivo! Teremos a participação dos funcionários do RI, Rotaractianos e Rotarianos que acompanham o Rotaract Club, compartilhando porque é uma ótima ideia organizar um Rotaract Club em sua comunidade! O webinar acontecerá no dia 30 de Julho às 15 horas (horário de Brasília). Junte-se a nós. Entre em contato com o organizador para obter mais informações: ribo@rotary.org

Postado em 22 de Junho de 2018

Localizar site dos clubes